sábado, 12 de março de 2011

Um desconhecido...

Chega a nossas vidas, ele bate em nossa porta e nós não abrimos, portanto ele continua alí, esperando para que possa entrar, mas surge o medo de que ele faça estragos e deixe marcas que quebre com tudo, ou que simplesmente não faça absolutamente nada. Mas aquilo começa a tomar conta, e voce conclui que aquilo é o causador dos seus olhos brilharem, de seu coração bater mais forte, e mesmo que aquilo não esteja ainda completamente dentro de ti, mas só de pensar que voce pode perde-lo, suas mãos começam a suar, sua boca fica seca, e voce sente sua cabeça fora do seu corpo, e por mais fora do normal que seja isso, voce sente que há dentro de ti, apenas uma gota de sangue circulando pelas suas veias. Sem muito o que pensar, aquele desconhecido lá fora tem a permissão de entrar, então, mais insegura do que nunca, tenta deixar ele meio que distante, perto da porta, para que se algo der errado, ele possa voltar o mais breve possivel, mas a cada dia que passa, a distância entre os dois corações vai diminuindo, e só de imaginar a ausência desse desconhecido voce sente uma dor fatal cravada em seu peito. Voce vai pedir á ele para que fique, que não te abandone nos momentos difíceis, que quando tudo estiver dando errado ele esteja alí, para falar uma simples palavra, para confortar a dor com um abraço, ou simplesmente para estar com voce. E então, é apenas ele que consegue alimentar a felicidade dentro de ti, que por anos voce achou que ela estava morta. O desconhecido é amor, que está sendo alimentado pelos sonhos, que traz junto contigo a felicidade e a forte frase ' aconteça o que acontecer, eu sempre estarei ao seu lado, meu amor, e jamais vou desistir disso tudo'.

3 comentários:

  1. aaaaah que liiindo. Gostei, ó!
    Só podia ser minha irmã, mesmo. Puxou a mim. kkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  2. Que lindo! Ameii...
    Tô seguindo *-*
    Beeijos

    ResponderExcluir